top of page

Aumento na matriz elétrica sobe de 11,6% para 17% em apenas um ano



fonte gráfico: ABSOLAR/Reprodução

A participação da energia solar na matriz elétrica brasileira subiu de 11,6% para 17% durante o período de um ano, conforme dados da ciação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (ABSOLAR).

Entre os meses de fevereiro de 2023 e deste ano, foram instalados cerca de 14 GW de potência no país, fazendo com que a fonte atingisse aproximadamente 39 GW de capacidade operacional.

Tamanho crescimento fez com que a tecnologia se consolidasse na segunda posição entre as fontes com a maior participação na matriz elétrica, se distanciando ainda mais das usinas eólicas, que contam com 12,9% de participação.

No momento, a energia solar é superada apenas pelas hidrelétricas – que detém quase metade da potência total instalada (48,7%) de energia elétrica do país.

Vale ressaltar, contudo, que as usinas hídricas estão perdendo espaço na matriz elétrica com o crescimento de todas as fontes renováveis.

Comments


bottom of page