top of page

Cientistas da Suécia batem recorde mundial em geração de energia


Uma pesquisa da Universidade de Uppsala, da Suécia, em colaboração com a First Solar European Technology Center, alcançou o recorde mundial de geração de energia em painéis solares.

A tecnologia utilizada para a pesquisa atingiu uma eficiência de 23,64% na conversão da luz solar em eletricidade. Os resultados superam o recorde anterior de, 23,35%, em pesquisa realizada pelos japoneses. Os números obtidos pelos cientistas suecos foram auditados por uma entidade independente, o Fraunhofer ISE, localizado na Alemanha.

Os equipamentos utilizados para realizar a pesquisa foram as chamadas células solares CIGS, que consistem em uma camada superficial de vidro comum e outras mais profundas constituídas de diferentes materiais. A absorção da luz fica por conta de uma placa feita de cobre, índio, gálio e seleneto, que está posicionada entre um contato traseiro, de molibdênio metálico, e um frontal, que é transparente.

Um dos principais desafios dos pesquisadores que estudam energia solar é atingir um bom aproveitamento na captação da luz e conversão em energia.

Além dos desafios, uma das metas de vários núcleos de pesquisa que estudam o assunto é atingir um aproveitamento superior a 30% utilizando células mais baratas. Este número já foi atingido pelas células Tandem — que foram capazes de atingir uma eficiência de 33% em estudos anteriores –, mas a tecnologia não atende ao requisito de baixo custo para uso em larga escala.

Comments


bottom of page