top of page

Fazenda solar no espaçoópia de Complexo Sol do Cerrado

A ESA, Agência Espacial Europeia, reforçou seu apoio à empresa suíça Astrostrom no desenvolvimento de técnicas para a captura de energia solar no espaço e sua transmissão para uso no solo - da Terra, da Lua ou de Marte. A Astrostrom já apresentou vários conceitos na área, mas o que está merecendo a atenção no momento é a Estação Maior de Energia Terra-Lunar “Greater Earth Lunar Power Station”, o projeto atende pela sigla GE🜨-LPS - e seu símbolo representa um círculo dividido por uma cruz central (🜨), que é o símbolo astronômico grego para o planeta Terra.

O projeto prevê um satélite de energia solar construído principalmente a partir de recursos lunares, incluindo células solares fabricadas na Lua a partir de pirita de ferro monocristalina. Inspirado em uma borboleta, o GE🜨-LPS conta com painéis solares em forma de V, com antenas integradas para transmissão da energia para o solo, tudo implantado em uma configuração de hélice que se estende por mais de um quilômetro quadrado de ponta a ponta. O sistema produziria 23 megawatts contínuos de energia, transmitido por micro-ondas para receptores na superfície lunar, atendendo às necessidades das atividades de superfície, incluindo futuras bases tripuladas.



O projeto prevê um satélite de energia solar construído principalmente a partir de recursos lunares, incluindo células solares fabricadas na Lua a partir de pirita de ferro monocristalina. Inspirado em uma borboleta, o GE🜨-LPS conta com painéis solares em forma de V, com antenas integradas para transmissão da energia para o solo, tudo implantado em uma configuração de hélice que se estende por mais de um quilômetro quadrado de ponta a ponta. O sistema produziria 23 megawatts contínuos de energia, transmitido por micro-ondas para receptores na superfície lunar, atendendo às necessidades das atividades de superfície, incluindo futuras bases tripuladas.

Commentaires


bottom of page